quinta-feira, outubro 18, 2012

Visita de Estado




A foto parece antiga, mas não. É futurista.
Foi tirada aquando da terceira visita da chanceler Merkel aos Territórios do Sul do Império. Mais exactamente numa zona chamada Portugal.
- “Veja como está tudo dizimado, Chanceler. Tal como nos tinha recomendado. Observe a vastidão do território libertado. Só restamos nós, governo, e um banco, literalmente.”
Diz o janota do meio, um tal “passos coelho”, acotovelando contra a parede um acólito, o “portas”, que com o tempo lhe mereceu estatuto de insignificante.
O “portas” refugiava-se naquele tique estranho que tinha adquirido no Reich anterior: quando se sentia pouco à vontade, olhava em frente, para evitar ser notado.
Mais à direita, o quinto, era o “relvas” que olhava sempre a obra realizada, de queixo emproado. Tudo para ele era honoris causa.
O último, o pequenino da direita, era o “gaspar”. Aparentemente reservado nas apresentações protocolares, era exigente numa coisa: queria sempre ser visto o mais próximo possível da Fuhrer, sabia que era aí o seu lugar.


Sem comentários: